Disciplina - Educação Física

Busca Educação

Ginástica Laboral

Por Gabriel Miranda - Redação Saúde Plena

Muitas pessoas já ouviram falar, mas geralmente não sabem exatamente o que é e como funciona. Ginástica Laboral é uma atividade física orientada, praticada durante o horário do expediente, visando benefícios pessoais no trabalho. Tem como objetivo minimizar os impactos negativos provenientes da rotina do trabalhador e traz grandes benefícios aos empregadores, motivo pelo qual é estimulada por diversas empresas no mundo inteiro.

Os impactos negativos advindos do trabalho podem acometer diversos tipos de trabalhadores em diversas áreas, e ainda assim, existem diferentes problemas relacionados à função de cada indivíduo no seu trabalho. Em outras palavras, o impacto depende do tipo de trabalho, da sua exigência muscular e postural. Há problemas relacionados tanto à falta quanto ao excesso de atividade física, assim como problemas ligados ao estresse do dia-a-dia de labor.

Um trabalhador da construção civil geralmente tem implicações totalmente díspares das de um alto executivo, porém certamente ambos podem desenvolver problemas físicos relativos à sua função. Geralmente, o pedreiro tem sobrecarga muscular muito intensa no corpo inteiro, além de estresse na coluna vertebral; já o executivo tem problemas de falta de exercício, desvios posturais, e distúrbios psicológicos. Obviamente que a ginástica de cada um será muito diferente.

As empresas também têm benefícios comprovados. Há estatísticas citando um retorno de até cinco vezes sobre a verba aplicada por uma empresa em um programa de Ginástica Laboral, considerando a economia com faltas, encargos sociais e outros problemas relacionados à saúde.

Portanto, a Ginástica Laboral é um ramo criado especificamente para resolver através da atividade física os problemas de saúde relacionados aos mais diferentes tipos de trabalho (cada tipo com exercício específico). É justamente isso que torna esta atividade uma ferramenta extremamente eficaz tanto para os trabalhadores quanto para as empresas, que economizam com despesas relacionadas a problemas de saúde mais graves, além de melhorar o ambiente de trabalho e aumentar a produtividade.

Benefícios físicos para o trabalhador

Os benefícios dependem diretamente do tipo de trabalho realizado. A maioria dos exercícios tenta diminuir o efeito da solicitação constante a que é submetido um trabalhador ao executar determinada tarefa, seja ela uma tarefa física ou não.

Desse modo, trabalhadores que utilizam de seus músculos para manejar instrumentos, ferramentas ou produtos podem ser beneficiados por um programa de atividades para trabalhadores braçais. Por exemplo, trabalhadores em uma linha de montagem de uma fábrica necessitam de exercícios específicos para os grupos musculares utilizados para que não ocorra lesão muscular por superutilização – similar, por exemplo, à lesão de um atleta ao final de uma competição extrema. Afinal, a jornada de trabalho pode durar até mais de 10 horas, às vezes.

Por outro lado, trabalhadores administrativos como digitadores, secretárias, atendentes, etc. são acometidos de problemas posturais, musculares ou visuais. Assim, um bom programa de atividades para trabalhadores administrativos ajudará a diminuir lesões por tais fatores.

Benefícios para a empresa

Diminuir os problemas de saúde no trabalhador é sinônimo de aumento de produtividade na empresa. Essa afirmativa se verifica de diversas formas, mas os principais pontos notados são a diminuição na ocorrência de faltas ao trabalho por motivos médicos e também a diminuição dos acidentes de trabalho.

Portanto, se por um lado o fator de sofrimento humano é significativamente reduzido, por outro lado a empresa é beneficiada ao promover programas orientados de Ginástica Laboral.

Esta notícia foi acessada em 29/10/2010 no site Saúde Plena. Todas as informações nela contida são de responsabilidade do autor.
Recomendar esta página via e-mail: